Documentos:
» Pesquisar
Date Picker
» História

Informação Sumária de Padreiro - Salvador



Padroeiro: Divino Salvador.

Habitantes: 301 habitantes (I.N.E.2011) e 378 eleitores em 05-06-2011.

Actividades económicas: Agricultura e pecuária.

Festas e romarias: Santo António ( 10 de Junho) S. João (24 de Junho), Divino Salvador e Senhora do Rosário ( 15 de Agosto). Património cultural e edificado: Igreja Paroquial, Casal do Paço, Solares de Tavarês, Carrapaçal e das Pintas e Cruzeiro no lugar de Bicudo.

Outros locais de interesse turístico: Fonte Santa.

Artesanato: Cestaria.

Localidades de Padreiro - Salvador

 

Agrelos, Alvar, Bemposta, Bicudo, Carrapaçal, Cega, Cruzeiro de Baixo, Cruzeiro de Cima, Fonte Rei, Igreja, Monte Aval, Outeiro, Paúl, Penedo da Mó, Rainha, Ribeira do Rio, Rio Alva, Torrão, Varziela.

 

Resenha Histórica de Padreiro - Salvador


Em 1258, na lista das igrejas situadas no território de Entre Lima e Minho, elaborada por ocasião das Inquirições de D. Afonso III, Padreiro, então denominada "Pradeneiro", é citada como uma das igrejas pertencentes ao bispado de Tui.

Em 1320, no catálogo das mesmas igrejas, mandado organizar pelo rei D. Dinis, para o pagamento da taxa, Padreiro, enquadrada nessa época na terra de Távora, foi taxada em 70 libras.

Em 1444, a comarca eclesiástica de Valença foi desmembrada do bispado de Tui, passando a pertencer ao de Ceuta até 1512. Neste ano o arcebispo de Braga, D. Diogo de Sousa, deu a D. Henrique, bispo de Ceuta, a comarca de Olivença, recebendo em troca a de Valença do Minho. Em 1513, o papa Leão X aprovou a permuta.

Quando, entre 1514 e 1532, o arcebispado D. Diogo de Sousa mandou avaliar os 140 benefícios eclesiásticos incorporados na diocese de Braga, Padreiro rendia 39 réis e 120 alqueires de pão.

Na avaliação efectuada 1546, sendo arcebispo D. Manuel de Sousa, o estipêndio desta igreja foi calculado, em conjunto com as suas anexas São Tiago de Cendufe e Santa Cristina de Padreiro, em cerca de 60 mil réis.,

Na cópia de 1580 do Censual de D. Frei Baltasar Limpo, Sãp Salvador de Padreiro era da apresentação de padroeiros. Era-lhe anexa perpetualmente Santa Cristina de Padreiro.



 

Informação Sumária de Padreiro - Santa Cristina




Padroeira: Santa Cristina.

Habitantes: 76 habitantes (I.N.E.2011) e 145 eleitores em 05-06-2011.

Actividades económicas: Agricultura e construção civil.

Festas e romarias: Santa Cristina (Julho).

Património cultural e edificado: Igreja Paroquial.


Localidades de Padreiro - Santa Cristina

 

Costa, Fonte, Outeiro, Porta, Portelada, Resteva, Ribeiro, Santiago, Torneiros, Valouta.

 

Resenha Histórica de Padreiro - Santa Cristina


Em 1258, na lista das igrejas situadas no território de Entre Lima e Minho, elaborada por ocasião das Inquirições de D. Afonso III, Santa Cristina de Padreiro, então denominada apenas Santa Cristina, é citada como uma das igrejas pertencentes ao bispado de Tui.

Em 1444, a comarca eclesiástica de Valença, foi desmembrada do bispado de Tui, passando a pertencer ao de Ceuta até 1512..

Nesta ano, o arcebispo de Braga, D. Diogo de Sousa, deu a D. Henrique, bispo de Ceuta, a comarca eclesiástica de Olivença, recebendo em troca a de Valença do Minho. Em 1513, o papa Leão X aprovou a permuta.

Santa Cristina de Padreiro, era anexa perpetualmente a São Salvador de Padreiro.

Segundo Américo Costa, o vigário de Santa Cristina era apresentado pelo abade de São Salvador de Padreiro, passando mais tarde a reitoria.

Em termos administrativos, esta freguesia fez parte, em 1839, na comarca de Ponte de Lima e, em 1852, na de Arcos de Valdevez.

( Fonte consultada: Inventário Colectivo dos Arquivos Paroquiais vol. II Norte Arquivos Nacionais/Torre do Tombo )

FACEBOOK-PADREIRO(S)...
2014-08-13 11:45:00 Vejam a partir daqui o Facebook da União das Freguesias de Padreiro (Salvador e Santa Cristina)
Site da União das Fregue...
2014-04-29 11:53:00 A Junta de Freguesia, está a desenvolver o seu site.
Tempo Viana do Castelo