Documentos:
» Pesquisar
Date Picker
» Notícias
Fonte santa e seus turistas
2019-06-05 14:15:00

 

Indicações

Dermatose, reumatismo e catarros das mucosas (Correia,1922)

Doenças da nutrição e vias respiratórias (Contreiras,1951)

Tratamentos/caracterização de utentes

Curiosamente Lopes (1892) fala de uma frequência de 600 aquistas e que estes se hospedavam em Padreiro Salvador e em Terras próximas.

Atualmente é de crer que a sua utilização não ultrapasse os limites do concelho, e a informação recolhida, desta água ir até “pró estrangeiro” deve se referir a emigrantes oriundos da região a recolhem para levar para os seus locais de residência. A água só chega ao Rio Lima na noite de S. João.

Instalações/ património construído e ambiental

Ao centro a capela de S. João, construção simples com bar, restaurante, parque de merendas, parque infantil e máquinas de desporto, situada na margem direita do Rio Lima.

A festa de S.João acontece no dia 24 de Junho com belíssimas marchas e manjericos.

A este recinto – varanda sobre o rio Lima, Lopes (1892) classificou-o, como: aprazível sítio, do qual se goza um vasto e deslumbrante panorama.

Descendo por um escadório de 103 degraus em direção do rio, chegamos ao local onde a água corre dos mesmos modos da descrição de Almeida (1988,345): “A água brota dum enorme maciço granítico correndo por uma bica de ferro adaptada nas frinchas dos rochedos.”

O local da nascente pareceu-me agradável e limpo, assim como a relva verdejante em volta da capela de S.João.

Na descrição de Lopes (1892), as nascentes no monte da Reboreda, têm um caudal diário de 3800litros. Mais tarde Acciaiuoli (1942) refere uma tentativa de se conseguir maior captagem no local por meio de tiros na rocha, com resultados opostos aos esperados. Estas duas afirmações levam-me a crer que o aquífero de Padreiro é de maior capacidade do que as suas

emergências denunciam, a ser verdade, será razão valida para que a Junta de Freguesia se preocupe pela proteção ambiental da zona.

Natureza

 

Sulfúreas sódicas, carbonatadas e siliciosas, hipomineralisada (0,27g), frias (18,5º) (Correia,1922).

Fracamente mineralizadas (Almeida,1978).

Alvará de concessão

Não encontramos nenhuma referência ao alvará de concessão, mas Lopes (1892) referiu: empresa recentemente organizada para a sua exploração.

Isto no mesmo ano da publicação da Lei das Águas (Set.1892).

Despacho ministerial, Declaração de Abandono, 31/05/1923.

Regressar ao topo da página

Historial

No Aquilégio (1726) fala-se de lavagens rituais de S. João, mas a denominação dada á nascente é de Fonte das Virtudes, localizada: Na freguesia de Padreiro Salvador, termo da Vila de Arcos de Valdevez, há uma fonte a que chamam das Virtudes, porque lavando-se nas manhãs de S.João Batista muitas pessoas achacadas, melhoram de suas queixas; e por isto é grande concurso de gente de várias partes no dia do Santo a banhar-se nela. Consta da Corografia Portuguesa…”

O Dr. Mirandela, não visitou a nascente, as suas referências tirou-as da Corografia Portuguesa (1706), mas o Padre Costa depois de mencionar os banhos da manhã de S.João, acrescenta: “outra mais abaixo junto do Rio Lima, a que chamam Caldas, frequentada na mesma manhã, cheira mal lavando nela as mãos, e dali a pouco cheiram suavemente.”

Também Frei Cristovão dos Reis, (1779), referiu o local de lavagem, ao enumerar a sua listagem de Fontes Medicinais: “Fonte das Virtudes, Freguesia de Padreiro Salvador, Arcos de Valdevez, nasce num penhasco, e tem uma pia tosca no qual se tomam banhos, e, na parte mais baixa, há um buraco para os doentes se lavrem”.

Tavares (1810, 55) escreveu sobre estas nascentes: “… na margem esquerda e direita do Rio Lima nascem duas pequenas fontes de água mineral sulfúrea fria em tudo semelhantes. A primeira no sítio chamado a Fonte Santa na mesma margem do rio que a inunda com as suas enchentes; a outra no monte fronteiro e eminente saindo do meio de uma pequena fraga. Esta água é clara e muito diáfana, fria, com gosto e cheiro próprio das águas sulfúreas, e depõe por onde corre sedimento de cor alvacenta desmaiada, em consistência mucosa ou de geleia

pouco espessa, da qualidade própria das águas sulfúreas. Ainda que não são frequentadas, talvez pela pouca abundância das nascentes e faltas de comodidades, podem com tudo ser de proveito para a vizinhança assim aquecidas para banho, como para uso interno.”

São mencionadas no Topografia médica do Distrito de Viana, em 1841 como sendo nascentes de águas férreas, Fonte das Virtudes ou Fonte Santa na Freguesia de Padreiro em Arcos de Valdevez. (cit.Acc.44/II,134).

Lopes (1892, 327) trata das duas nascentes no parágrafo referente a Padreiro: “perto da Reboreda da Freguesia de Rio de Moinhos, dista 6km da Vila da Barca, 7 de Arcos… Este aprazível sitio, do qual se goza um vasto e deslumbrante panorama, tem um clima ameno… No monte de Reboreda, e na parte onde começa a sua descida para o rio Lima e ainda na margem direita deste a Fonte, com um caudal superior a 3.800 litros em cada 24 horas. Os numerosos pontos naturais de emergência foram há pouco num só reunidos pelos trabalhos feitos pela empresa recentemente organizada para a sua exploração. Conhecidas pelos nomes de Padreiro, Reboreda.

Hoje apenas há no local da nascente uma capela e princípios de um modesto estabelecimento balnear há poucos anos erguidos por iniciativa particular…

Os 600 doentes, portugueses e espanhóis, que por ano vão usar destas águas, têm que habitar Padreiro ou algumas povoações vizinhas, e ir todos os dias de carruagem ao lugar das águas, ou faze-las transportar para as suas residências. Em garrafas são elas exportadas em larga escala para diferentes pontos do Norte

do país, onde chegam e se conservam longo tempo sem alteração…”

Acciaiuoli (1942, 224) Depois de citar Lopes menciona o relatório de Análise de Silva (1885): “são aplicadas e muito preconizadas no tratamento das doenças de pele, no reumatismo sub-agudo e crónico e internamente nos catarros gástricos e especialmente nos intestinais e ainda nos das vias respiratórias, na faringe granulosa e no artritismo”. Terminando com uma informação recolhida no local: “… agora sai de um furo aberto, quando em tempos foram dados uns tiros na rocha onde brotava a água, para aumentar o caudal, tendo porém este diminuído.

TODAS AS NOTÍCIAS
Fonte santa e seus turistas
Data de publicação:
2019-06-05 14:15:00
Mais um dia de trabalho por parte da nossa comissão de Festas
Data de publicação:
2019-05-10 16:07:00
Dia do Pai 2019
Data de publicação:
2019-03-19 10:00:00
FACEBOOK-PADREIRO(S)
Data de publicação:
2014-08-13 11:45:00
Site da União das Freguesias
Data de publicação:
2014-04-29 11:53:00
PAGINADOR:
[1]
Fonte santa e seus turist...
2019-06-05 14:15:00 Sugere-se a todos os turistas em especial da “Quinta de padreiro”(Estrada da Igreja nº107, Padreiro Salvador); “Casas da Li” (Rua da Portelada nº160, Padreiro Santa Cristina); a visitar um dos muitos locais belos e conhecidos de Padreiro Salvador, a nossa Fonte Santa. A Fonte Santa é conhecida como “Fonte Das Virtudes” devido às suas aguas medicinais (água rica em enxofre que, segundo consta, curava todos os males). Como se não chegasse este local está equipado com mesas, espaço para picnic e churrasco. E onde se localiza este local magnifico? Localiza-se junto a margem do Rio Lima em Padreiro Salvador (4970-500); coordenadas ( 41.79966, -8.476447 ). Venha desfrutar deste local magnifico!!!
Mais um dia de trabalho p...
2019-05-10 16:07:00 Mais um dia de trabalho por parte da nossa comissão de Festas
Dia do Pai 2019...
2019-03-19 10:00:00 Em nome da Junta de Freguesia de Padreiro Salvador e Santa Cristina vimos por este meio desejar a todos um feliz dia do Pai.
Tempo Viana do Castelo